Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

15
Jan17

Zero Waste Dicas

Goulart Pinheiro

Estou de volta da Madeira e decidi trazer-vos algumas dicas para que com pequenos passos se possam aproximar do estilo de vida minimalista que envolve a produção de menos lixo, conhecido como Zero Waste Movement.

 

  • Comprar roupa em 2ª mão, comprar roupa artesanal ou roupa ecológica. Isto pode envolver uma discussão sobre o facto de se estar a dar dinheiro a grandes empresas que vivem da roupa que as pessoas doam para a caridade, no entanto, existem lojas físicas que vendem roupa em 2ª mão e que na verdade a compram (Loja do Baú em Campo de Ourique). Por outro lado, o facto de se reutilizar roupa ao invés de passar por todo um novo processo de produção é bastante mais ecológico. O melhor será sempre comprar roupa artesanal. Em Portugal temos ainda bastantes lãs, pantufas e pijamas. É tudo uma questão de procurar;
  • Comprar sapatos de fabrico nacional: pode não parecer directamente relacionado, no entanto, o facto de estarmos a comprar algo que é produzido em Portugal não só ajuda a nossa economia, como não faz com que as peças tenham que viajar milhares de kilómetros, poluíndo mais;
  • Utilizar a agenda no telemóvel: eu particularmente não utilizo esta dica porque prefiro escrever tudo em papel e fazer a  agenda à minha medida, no entanto é mais ecológico não utilizar tanto papel;
  • Tirar notas de reuniões e apontamentos pelo computador: eu passei a utilizar este método porque na maioria das vezes acabava por ter que passar as coisas para o computador na mesma, o que me dava o dobro do trabalho. Assim poupo trabalho e papel;
  • Utilizar detergentes ecológicos e/ou a granel: a grande novidade aqui é que a Miosótis, em Lisboa, já vende detergentes a granel, permitindo reutilizar a embalagem o número de vezes que quisermos;
  • Embalar os alimentos em metal, tecido, vidro ou plástico forte que possa ser lavado e reutilizado ao invés de plástico e alumínio descartável;
  • Comprar embalagens maiores: ajuda a poupar a quantidade de plástico e na grande maioria das vezes sai mais barato;
  • Levar sacos e embalagens para o supermercado de modo a poder trazer os alimentos necessários como frutas e legumes sem ser em sacos de plástico que muitas vezes utilizamos apenas para isso e depois deitamos fora;
  • Não embrulhar prendas: independentemente de virem embrulhadas ou não, as prendas continuam a ser prendas, reutilizar papel anterior, utilizar papel de jornal ou revista ou não embrulhar de todo são boas alternativas;
  • Comprar local: normalmente o consumo de embalagens é muito menor, o consumo de combustível também e ajuda o comércio local e as famílias directamente ao invés de dar dinheiro às grandes mutlinacionais.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D