Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

04
Jan19

The 30 Day Simplicity Challenge

Goulart Pinheiro

siplicitychallenge.jpg

Acho que uma das melhores maneiras de manter a motivação nas questões minimalistas e em várias outras, é através de alguns desafios deste género.

 

A minha primeira crítica vai claro, no sentido de que é necessário muitas vezes adaptar estes desafios à realidade e é o que tenho feito. Por exemplo, o desafio do dia 7 é impensável quando apenas duas pessoas habitam num espaço. Não é possível fazer uma máquina de roupa todos os dias de manhã, não haverá roupa suficiente e muitas vezes o tempo também pode não permitir que a roupa seja estendida e fique seca. O desafio do dia 8 também não funciona uma vez que não temos crianças. O do dia 11 também não é possível de realizar em Portugal. E estes são os mais óbvios.

 

Por outro lado, também permite dar asas à imaginação e criar um desafio diferente nesses dia ou adaptar esse desafio com a realidade do nosso dia-a-dia.

 

De qualquer das maneiras eu considero que é uma boa forma de motivação e de olharmos para "outros lados" do percurso minimalista que poderemos não nos ter lembrado até agora.

Tenho publicado todos os dias no Instagram o seguimento do desafio que poderão acompanhar.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D