Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

22
Fev16

Nova Cápsula #Primavera

Goulart Pinheiro

Embora ainda não estejamos na primavera, a verdade é que já lá vão 3 meses da cápsula anterior (mais na verdade) e, por isso, está na altura de trazer a nova à vida.

 

As cápsulas de outono e de primavera são sempre as mais dificeís de concretizar, porque normalmente, o tempo muda durante a estação e é dificil de prever como irá estar e se a roupa que seleccionámos se adequa ou não. Assim sendo, não é garantido que esta dure 3 meses, embora eu tenha tentado prever que em Maio estarão 30º.

 

Aqui fica:

 

  1. Botins Castanhos Camurça;
  2. Galochas Bege;
  3. Sapatos Salto Clássicos Pretos;
  4. Bluchers Pretos;
  5. Trench Bege;
  6. Casaco Cabedal Preto;
  7. Poncho;
  8. Sobretudo Preto;
  9. Parka Verde;
  10. Calças Ganga Girlfriend;
  11. Calças Ganga Escura;
  12. Calças Pretas;
  13. Saia Verde Caqui;
  14. Vestido Cinzento;
  15. Camisola Branca Malha Grossa;
  16. Camisola Verde Malha Aberta;
  17. Camisola Preta Malha Fina;
  18. Camisola Bege Malha Grossa;
  19. Camisola Cinzenta com Flores;
  20. Camisola Vermelha Malha Aberta;
  21. Sweatshirt Cinzenta;
  22. Camisa Branca Formal;
  23. Camisa Branca Textura Leve;
  24. Camisa Branca Textura Florida;
  25. Camisa Cor de Tijolo;
  26. Camisa Verde Petróleo;
  27. Camisola Malha Fina Cinzenta;
  28. Camisa Preta;
  29. T-Shirt Branca Mangas 3/4;
  30. T-Shirt Branca Mangas Compridas;
  31. T-Shirt Branca com Riscas Pretas Manga Comprida;
  32. Camisola Preta Mangas 3/4 Justa;
  33. Camisola Preta Mangas 3/4 Larga;
  34. Camisola Preta Manga Comprida;
  35. Camisola Castanha Manga Comprida.

Como também podem comprovar, tentei reduzir a minha cápsula a 35 items, que era um dos meus objectivos para este ano. Não prometo que esta cápsula se mantenha até Maio, no entanto, se fizer alguma alteração, irei postar aqui!

05
Fev16

Porque lavo a roupa à mão

Goulart Pinheiro

Acredito que depois de terem lido o título do post pensaram para vocês "mas ela lava a roupa à mão?". Bem, não me achem maluca, mas a verdade é que sim, eu lavo a roupa à mão.

 

A explicação é muito simples: tendo em conta que a roupa que eu tenho perfaz uma máquina de roupa, teria que utilizar toda a minha roupa para a poder lavar. O que por um lado, seria difícil e por outro, teria que misturar lãs com roupa escura, com gangas com roupa clara e era certo que iria dar asneira.

 

Para além disso, por semana normalmente só tenho roupa interior, pijama e umas duas ou três camisolas para lavar. Seria um enorme desperdício de água se eu lavasse umas pecinhas de roupa só.

 

Claro que não achem que sou COMPLETAMENTE maluca. Não lavo lençóis, nem mantas, nem toalhas, nem qualquer roupa de casa à mão; também não lavo a roupa de desporto nem as sweats à mão, embora confesso que tenha tentado, mas demoraram cerca de 2 dias a secar na corda.

 

Assim sendo, lavo a roupa da cápsula à mão (incluíndo as calças de ganga) e é da maneira que também consigo ver se as peças ficam muito sujas ou não com a quantidade de uso que lhes dou antes de as pôr para lavar.

13
Jan16

Dia 13 #30diasdesafiominimalismo

Goulart Pinheiro

O desafio de hoje consiste em limpar o guarda-roupa. No entanto, eu penso que o meu guarda-roupa já está bastante bom. Ainda há trabalho a fazer, mas que só farei quando mudar a cápsula. Assim sendo, decidi partilhar convosco a arrumação do meu guarda-roupa.

 

Guarda-Roupa.png

Irei agora descrever cada um dos números.

  1. É onde guarda as malas que não estão a uso - mais à frente irei fazer um post sobre as malas que detenho e porquê;
  2. Partes de baixo que não fazem parte da cápsula;
  3. Camisolas que não fazem parte da cápsula;
  4. Tops que não fazem parte da cápsula;
  5. Cápsula menos os casacos grossos e os sapatos;
  6. Roupa de treino;
  7. Pijamas;
  8. Tops de alças;
  9. Sweats;
  10. Mochila e Mala de Desporto;
  11. Sapatos que não fazem parte da cápsula;
  12. Roupa Interior;
  13. Pijamas de Verão e Roupa de Praia;
  14. Cachecóis, Luvas, Gorros e Meias Grossas;
  15. Gaveta que contém carteiras com cartões que não uso regularmente, sacos para sapatos, e "tralha".

P.S.: O guarda-roupa ainda está um pouco desarrumado porque eu costumava ter uma cómoda, que transformei (podem ler o post aqui) e ainda não tive tempo de arrumar as coisas como deve ser.

25
Nov15

Nova Cápsula #Inverno

Goulart Pinheiro

Bom dia.

O post de hoje é basicamente sobre a minha nova cápsula. Já ando a utilizar esta nova cápsula há uns dias, no entanto, como tenho andado a fazer outros posts, ainda não a tinha colocado. Aqui fica:

 

  1.  Blazer Preto (Mango - 6 meses);
  2. Cardigã Lã Cinzento Escuro (Herdado - 10 anos);
  3. Parka/Kispo Caqui (Mango - 1 ano);
  4. Parka Azul (Mango - 2 anos);
  5. Sobretudo Preto (Zara - 4 anos);
  6. Casaco de Lã Cinzento Estilo MIlitar (Zara - 8 anos);
  7. Camisola Malha Preta (Mango - 1 ano);
  8. Camisola Malha Cinzenta Flores (Mango - 3 anos);
  9. Camisola Malha Grossa (Cortefiel - 3 meses);
  10. Camisola Malha Grossa Beje (Mango - 4 meses);
  11. Sweat Cinzenta com Veludo Vermelho (Mango - 5 meses);
  12. Camisola Malha Aberta Caqui (Mango - 6 meses);
  13. Camisola Malha Grossa Branca com Brilhos (Mango - 1 ano);
  14. Saia Lápis Preta (Mango - 5 meses);
  15. Chinos Pretos (Mango - 5 meses);
  16. Calças de Ganga Normais (Zara - 6 anos);
  17. Calças de Ganga estilo Girlfirend (Mango - 3 meses);
  18. Calças de Ganga Escura (Zara - 6 anos);
  19. Camisa Branca Fato (H&M - 3 anos);
  20. Camisa Branca com Textura (Mango - 2 anos);
  21. Camisa Branca Leve (Mango - 1 ano);
  22. Blusa Cor de Tijolo (Bershka - 6 meses);
  23. Camisa Verde Petróleo (Pull&Bear - 4 anos);
  24. Camisa Preta Bolas (H&M - 4 anos);
  25. Camisa Preta Fluída (Mango - 5 meses);
  26. T-Shirt Branca Mangas Compridas (Zara - 1 ano);
  27. Blusa Azul Mangas 3/4 (Springfield - 3 anos);
  28. T-Shirt Branca c/ Riscas Pretas Mangas Compridas (Mango - 1 ano);
  29. Blusa Preta Mangas 3/4 (Lefties - 2 anos);
  30. Blusa Preta Mangas 3/4 Justa (Mango - 1 ano);
  31. Camisola Básica Cinzenta (Stradivarius - 4 anos);
  32. Camisola Básica Preta (1) (Stradivarius - 4 anos);
  33. Camisola Básica Preta (2) (Stradivarius - 3 anos):
  34. Camisola Básica Castanha (Stradivarius - 4 anos);
  35. Vestido Cinzento (Mango - 2 anos);
  36. Vestido Branco (Zara - 4 anos);
  37. Botins Rasos Pretos (Tapadas - 1 ano);
  38. Botins Rasos Camurça (Tapadas - 2 anos);
  39. Galochas (Foreva - 1 ano);
  40. Botins Salto Cor de Vinho (Stradivarius - 3 meses).

 

E pronto, esta é a minha cápsula para o Inverno, está completa e tirando a camisola azul, que ainda pretendo substituir e o facto de a saia apenas a utilizar em reuniões mais formais, tudo o resto uso diariamente e gosto muito das coisas que tenho, sendo que esta é provavelmente, a cápsula que mais se aproxima daquilo que pretendo. Há algumas peças que já têm muitos anos e aguentam mais alguns, há outras que não tanto e que já estão um pouco feias (como o casaco da Zara que tem 8 anos, mas do qual eu gosto muito). Algumas peças que se vêm com alguns meses de existência foram investimentos meus quando comecei a trabalhar.

05
Nov15

O minimalismo e a pegada ecológica.

Goulart Pinheiro

Para aqueles que não sabem, eu sou a fã nº 1 do Ambiente. E não é fã de: sim, adoro árvores e baleias e etc. Não, sou convictamente ecologista e acredito que o futuro da Humanidade (e de todas as outras espécies no planeta) depende do entendimento daquilo que é a Ecologia, o equílibrio dos ecossistemas e quais as formas de nos salvaguardarmos de eventuais catástrofes que coloquem a vida na Terra, como a conhecemos, em risco.

 

Por isso, esta foi outra das razões pelas quais decidi aderir ao minimalismo. O consumo desenfreado faz aumentar, e muito, as linhas de produção, aumentado a exploração dos recursos naturais e pondo um enorme stress no meio ambiente. Fora tudo isto, o actual sistema de produção em larga escala aumenta substancialmente o desperdício.

 

No entanto, aquilo que me traz aqui hoje é mais a discussão do natural vs. sintético. Esta é uma discussão levada a cabo por diversos ecologistas, defensores do ambiente, cientistas e afins e que levanta muitas questões. A verdade é que utilizar fibras naturais à partida parece algo mais ecológico, mais natural. Pode não provocar tantas reações alérgicas ou similares. Para além disso, parece não custar tanto. No entanto, vou deixar-vos este quadro:

 

 

Se olharmos para este quadro conseguimos ver que o algodão consome em média 18 000 litros de água por cada quilo de roupa. São muitos litros de água... Também a viscose consome 640 litro de água por cada quilo de roupa. No entanto, são as fibras sintéticas que consomem mais energia, sendo que o poliéster consome 109 gigajoules, o que, para quem não entende de medidas de energia, num ano em usos domésticos uma pessoa gasta à volta de 4000 GJ (atenção, por ano). Ou seja, por cada quilo de roupa produzido é gasta energia equivalente a 10 dias em uso doméstico. Fora isto, há ainda que considerar a durabilidade das fibras, sendo que as fibras sintéticas, por serem menos biodegradáveis, prometem maior durabilidade.

 

Como é possível verificar, a discussão irá continuar, uma vez que hoje em dia, a energia ainda é altamente dependente dos combustíveis fósseis, que também são altamente desvantajosos para o ambiente.

 

No entanto, quanto feita a reflexão sobre o assunto há que considerar sempre que menos é melhor: não há tanta exploração de recursos naturais e não há tanto desperdício, o que causa menos stress nos ecossistemas. Vivermos apenas com aquilo que precisamos e com aquilo que nos faz felizes, sem consumirmos desenfreadamente coisas que não acrescentam nada à vida parece ser a solução, na minha opinião...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D