Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

18
Dez15

Organizar #GastosERendimentos

Beatriz Goulart

Hoje apresento um truque que comecei a usar há uns anos (quando comecei a ter a minha mesada) e que ainda hoje mantenho.

Na verdade, não é bem um truque, porque tenho a certeza que há mais pessoas a utilizá-lo.

 

Passa por manter um registo de todos os gastos que efectuamos e todos os rendimentos que obtemos. É uma forma de manter as coisas organizadas e uma forma de sabermos quanto dinheiro gastamos e em que é que o gastamos.

 

No início de todos os anos crio uma folha de Excel que tem na primeira coluna os rendimentos, na segunda os gastos, na terceira o local do gasto ou rendimento e na quarta o dia do gasto.

 

Sempre que compro alguma coisa trago o recibo comigo e vou guardando ou quando não há recibo (num café, pastelaria, qq coisa do género) aponto o valor. Vou juntando todos os recibos e no final do mês aponto na folha de excel os gastos e deito fora os recibos que não precisar mais (não gosto de acumular papel).

 

O Objectivo é não só saber onde gasto, como onde gasto e, em que alturas gasto mais; assim como se ando a gastar mais do que devo/quero.

 

A título de curiosidade: gastei mais dinheiro nos primeiros 6 meses do ano (em que ainda não tinha descoberto o minimalismo) do que nesta altura do Natal.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D