Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

26
Out15

Mais Sobre Isto

Beatriz Goulart

 

Bom dia a todos, Acho que em primeiro lugar me devo apresentar. O meu nome é Beatriz (Goulart), tenho 21 anos e sou estudante de Engenharia do Ambiente. Decidi criar este blog sobre minimalismo, uma vez que é um estilo de vida que estou a adoptar, e que penso que seria interessante partilhar a minha experiência. A primeira vez que me "cruzei" com o minimalismo foi no início do Verão deste ano, através de alguns vídeos no youtube sobre "capsule wardrobe". A verdade é que eu sempre tive muita roupa e sempre fui "viciada" em organização. Comecei a procurar vídeos sobre como organizar o guarda-roupa, o que me levou aos "capsule wardrobe" e, por sua vez, ao minimalismo. Decidi então adoptar o "capsule wardrobe". No início estive dois dias a decidir se sim, se não e parecia que ia custar muito desfazer-me da roupa: "mas e se depois eu gosto?" "mas e se depois fica na moda novamente?". Apercebi-me então da loucura que estava a dizer e do quanto estava embrenhada nesta sociedade de consumo. Estabeleci então as primeiras regras para o guarda-roupa. 40 peças fora acessórios, roupa de dormir, roupa de praia, roupa de desporto e roupa interior. A ideia é utilizar 40 peças durante 40 dias, no entanto, como o tempo varia de repente em Portugal, isso está sempre dependente do nosso amigo S. Pedro. A minha primeira "cápsula" (e vou chamar-lhe assim daqui para a frente) foi de verão e usei-a durante 21 dias. A 2ª também era suposto ser de 21 dias, no final do verão e antes da chuva, no entanto, a chuva veio mais cedo e já estou, por isso, na 3ª que é a da chuva e que é suposto durar até dia 12 de Novembro (cruzem os dedos para que não fique frio). Eu gostei da experiência e a verdade é que sinto muito menos stress sobre o que vestir e o que calçar. Mas poderei depois fazer um post sobre o guarda-roupa em si. Depois de sentir menos stress em relação a isto, e sentir que estava a conseguir libertar o meu pensamento para coisas mais importantes, decidi que se calhar estava na altura de alargar esta "minimalização" a outras áreas da minha vida, como ao meu quarto e a tralha que guardo, às malas, a acessórios, a material escolar e etc. Tem sido uma mudança gradual, mas estou a caminhar (porque o caminho apenas se faz caminhando), e a verdade foi que já alterei bastantes coisas e me sinto mais "liberta". Assim, tentarei manter este blog no activo dando conta das minhas experiências e afins.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D