Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

06
Fev19

És Demasiado Organizada

Goulart Pinheiro

O título deste post corresponde àquilo que a maioria das pessoas diz sobre mim. 

 

Eu não sei o que é ser demasiado organizada, assim como não sei o que é ser demasiado boa pessoa. Ou seja, não sei como é que uma qualidade pode ser demais. Embora, de facto, o povo costuma dizer que o que é demais enjoa. 

 

Posto isto, a explicação do porquê eu sentir a necessidade de ter tanta organização na minha vida.

Em primeiro lugar, isto é algo um pouco inerente à minha pessoa, que fui adquirindo ao longo dos tempos, sobretudo pela necessidade de conseguir conjugar em 24h diárias tudo o que tinha e queria para fazer.

 

Eu trabalho, agora a tempo inteiro, ainda estou a estudar, tenho este blog, tenho uma casa para co-gerir, gatos para tratar e brincar, gosto de ir ao ginásio, cozinhar a minha própria comida e fazer coisas que considero hobbies e que me fazem feliz.

 

Nunca eu conseguiria conjugar todas estas coisas na minha vida se não fosse uma pessoa organizada, que gosta de planear e maximizar o seu tempo. 

Por isso, se me perguntarem "Porquê tanta organização?" "Porquê tantas listas?" entre outras perguntas que gostam de fazer, a resposta é muito simples: "então conta lá como é um dia normal para ti?"

 

Um dia normal para mim envolve trabalhar, estudar, ir ao ginásio, tratar dos gatos, arrumar e lavar a casa, fazer refeições e sim, ainda ter tempo para ler, ver televisão, tricotar, escrever no blog. E só há uma maneira de conseguir concretizar tudo isso: ser organizada e ter tudo planeado, para que a cada momento eu tenha as coisas programadas para fazer e, deste modo, possa fazer tudo o que quero/preciso de fazer num dia, sem sentir que estou a desperdiçar tempo a olhar para as paredes, ou a pensar no que tenho para fazer a seguir, ou se me estou a esquecer de alguma coisa. 

 

Faz-me feliz e não conheço outra maneira de realizar todos os sonhos que tenho sem ser assim.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D