Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

12
Jan16

Dia 12 #30diasdesafiominimalismo

Beatriz Goulart

O desafio de hoje consiste em definir os objectivos para o próximo ano. Embora não os tenha definido hoje, decidi apenas hoje publicá-los por causa do desafio.

 

 

 

No meu post de Ano Novo já tinha mencionado como desafio ao invés de se fazerem resoluções de Ano Novo, desenharem-se desafios concretizáveis ou não para o ano seguinte.

 

A questão do concretizáveis prende-se com o facto de que muitas vezes é mais fácil quando escrevemos um objectivo que achamos que não é concretizável, termos esse objectivo como forma de motivação e, deste modo, aproximamo-nos mais dele do que se à partida acharmos que é impossível.

 

Não tenho 12 objectivos. O essencial foi pensar quais é que eram as coisas que eu realmente queria para este ano e escrevê-las.

 

Aqui estão eles:

  1. Fazer uma viagem sozinha: sempre tive vontade de fazer uma viagem (não de muitos dias) sozinha. Não só para poder explorar à vontade, mas também para poder ser egoísta o quanto quiser e decidir sozinha, sem ter que fazer concessões sobre os locais que quero visitar, as coisas que quero ver, a que horas me levanto e a que horas me deito. Este ano, será o ano.
  2. Visitar a minha melhor amiga em Barcelona: no próximo semestre a minha melhor amiga irá fazer Erasmus em Barcelona. Ainda que a vida seja muito ocupada e eu tenha exames e trabalho e etc., pretendo tirar um fim-de-semana para ir dizer "olá" e visitar Barcelona.
  3. Criar uma noite de filmes todas as semanas: o mundo cinematográfico nunca pára. Quase todas as semanas saiem novos filmes, fora todos os filmes que foram criados antes de eu ser sequer plano. Adoro cinema e, por isso, decidi que irei tirar uma noite por semana para ver um filme. Seja em minha casa, noutra casa, no cinema, sozinha ou acompanhada.
  4. Ler 12 livros no ano: Adoro literatura, mas sinto sempre que é a última das minhas hipóteses quando toca a escolher um hobby para ocupar o tempo. Assim sendo, decidi que este ano iria ler mais, tentanto ler, em média, um livro por mês. Para começar, já tracei a lista dos primeiros livros que quero ler. Aqui fica!
  5. Pintar as paredes do quarto: podem até considerar que não é um objectivo muito válido, mas a verdade é que já estou há algum tempo para o fazer e estou sempre à espera que alguém o faça. Assim sendo, decidi que irei arregaçar as mangas e fazê-lo eu.
  6. Dar sangue 3x durante o ano: sempre tive esta vontade. Como mulher apenas posso dar sangue de 4 em 4 meses, o que dá um máximo de 3x por ano. Embora eu dê sangue todos os anos, a verdade é que adio muito e acabo por dar sangue (em média) apenas 2x por ano. Assim sendo, decidi que me vou aplicar e que assim que puder ir dar sangue, o farei, de modo a atingir as 3x por ano.
  7. Manter o blog: sei que este objectivo parece um pouco "parvo", mas a verdade é que eu tenho tendência a fartar-me das coisas e a desistir delas ou colocá-las em "stand by".Assim sendo, decidi que irei manter o blog a funconar ainda que não consiga escrever posts todos os dias, pelo menos que consiga escrever 2/3x por semana.
  8. Diminuir as cápsulas para 35 items: o objectivo neste caso é, claro, manter as cápsulas de guarda-roupa durante todo o ano. Actualmente estou a fazer 40 peças por cápsula, decidi então tentar reduzir para 35 items durante o próximo ano.
  9. Tirar a carta/icença de moto: Embora ainda não tenha maturado bem esta ideia, já ando com a ideia de ter uma moto há algum tempo. No entanto, como tenho menos de 25 anos, não me é possível conduzir motas sem licença ou sem carta. Ainda não decidi se tiro licença para motas com cilindrada inferior a 50cc ou se tiro carta de mota para motas com cilindrada inferior a 125cc. É um dos objectivos que ainda está em fase de maturação; no entanto, pretendo cumpri-lo.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D