Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

04
Nov15

A minha única mala!

Beatriz Goulart

A maioria das mulheres adora malas, e bolsas, e carteiras e tudo o que tenha qualquer coisa relacionado com isso. Vistas bem as coisas, eu não era excepção até adoptar o minimalismo. No entanto, depois de o fazer, as "500" malas que tinha teriam que deixar de estar na minha posse.

 

Decidi então que deveria ter uma mala para o dia-a-dia, no máximo dos máximos, duas (por agora tenho uma, vamos ver o que o Pai Natal nos traz).

Mas, foi aí que começou a minha luta. Por ser só uma queria qualquer coisa versátil, durável, e de boa qualidade. A verdade é que sempre comprei malas na Mango e embora não sejam assim tão baratas (40€/50€), não duram tanto quanto o preço que pedem por elas.

 

Fora isto, eu gosto de malas grandes, onde possa atirar toda a tralha lá para dentro e não ter que andar com coisas nas mãos. Neste momento devem estar a pensar: comprou a Le Pliage da Longchamp. Na verdade, não... Não sei bem porquê mas não sou muito fã dessas malas. Até era, até toda a gente ter uma! Não há um único dia em que não veja alguém com uma mala desssas.

Por isso, escolhi a Lacoste L12 12 Concept:

 

Comprei a "Large Size" em Preto e custou 95€. Se calhar podem achar que é muito dinheiro, mas para mim foi um investimento porque espero sinceramente que a mala dure muito tempo (tem neste momento 2 meses de existência). A verdade é que na maioria dos dias, para as aulas, levo a minha mochila da Decathlon com tudo lá dentro, mas nos dias em que não tenho aulas, ou só tenho 1 ou 2, esta mala é perfeita e gigante, cabe tudo lá dentro, e na maioria dos dias a minha é a única que vejo.

 

Posto isto, vou também enumerar as outras malas que tenho (sim, na verdade não tenho só uma, tenho quatro): Tenho uma bolsa em pele castanha de colocar a tiracolo que serve, mais coisa menos coisa, para quando "vou só a um sítio, já volto" ou quando vou de férias e levo uma mochila com mapas, comida, camisola quente e a bolsa para carteira e o telemóvel; tenho uma mochila, também em pele, comprada na FIA (Feira Internacional de Artesanato) que serve no verão para passeios mais longos ou fins-de-semana ou similar e uma bolsa amarela (QUE ADORO) que serve para sair à noite, eventos mais formais e etc.

De forma simples (como eu gosto) é isto que se passa no meu mundo das malas. No Natal gostava de comprar a Lacoste L12 12 Concept em Small ou Medium em Deep Purple ou "Ferrari", a verdade é que ainda não me decidi, mas se tiverem a oportunidade guardem dinheiro e invistam numa mala de qualidade (sem terem que dar 200€ por uma Michael Kors em plástico), vale a pena!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D