Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

29
Dez16

A minha garrafa de água 2

Goulart Pinheiro

Estou de volta, depois de um período atribulado na minha vida, e pronta para continuar a dar vida a este blog!

Há mais ou menos um ano escrevi um post sobre a minha garrafa de água que se podem recordar aqui.

A verdade foi que depois de todas aquelas tentativas de mudança de garrafa, eu passei quase todo o ano a utilizar a garrafa da SIGG na mesma. E gostava bastante dela. Levezinha para levar vazia, poder encher quando chegasse ao trabalho ou à faculdade e ir bebendo durante o dia.

Infelizmente a história não acaba bem. Há coisa de duas semanas fui a um jogo de futebol (não vou mencionar as equipas para não criar atritos) e esqueci-me que tinha a garrafa na mala. Resultado: confiscaram-ma porque não se pode levá-las para dentro do estádio e, por isso, fiquei sem ela.

Agora que o Natal passou decidi investir numa nova e acabei a comprar um termo no IKEA. A razão pela qual o fiz foi porque muitas vezes gosto de levar chás e acontece que com a outra garrafa, o chá acabava por ficar frio num instante e embora eu goste de chá frio, no Inverno não é tão agradável. Assim, acabei por escolher esta:

 

Hoje foi na verdade o primeiro dia que a utilizei e embora seja mais pesada do que a SIGG de transportar vazia, pelo menos mantém as bebidas quentes, o que é agradável no Inverno. Por outro lado, oferece a possibilidade de colocar folhas de chá ao invés de saquetas porque trás o seu próprio filtro.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D