Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

23
Mar20

A Máquina de Barbear dos Nossos Avós

Goulart Pinheiro

 

 

Verdade que hoje em dia lhe dão um nome bastante mais pomposo, "Safety Razor", mas a verdade é que estas lâminas de barbear não passam de repescagens do passado, de coisas que já eram utilizadas há muitos anos e durante muitos anos.

 

Eu decidi adquirir uma através da Pegada Verde: https://www.pegada-verde.pt/saude/acessorios-higiene/maquina-de-barbear-naked-necessities.html

 

Embora o investimento seja grande, aquilo que me fez querer adoptar este sistema foi o preço (muito baixo) das recargas. Cada conjunto traz 5 lâminas por 2€, o que significa que cada lâmina fica a 0,4€ - o que é muito mais barato do que as recargas que eu costumava utilizar (Venus) e fica mais barato que a larga maioria das giletes descartáveis, pelo menos se queremos que elas sejam boas e não nos arranquem bocados de pele. 

 

Para além disso, cada lâmina tem, na minha opinião, uma duração superior do que as recargas da Venus tinham. Mas isso também poderá ter a ver com o facto de que eu costumava deixar a Venus na banheira e com esta máquina de barbear tiro-a da banheira, seco-a e guardo-a.

 

Mas vamos ao que interessa: funciona?

 

Confesso que eu sou um pouco bruta e despachada, por isso, a camada de gel que a Venus oferece tinha uma segurança acrescida contra cortes, que esta não tem. No entanto, com dois dias de uso apercebi-me que tenho que fazer a depilação com mais calma e mais devagar e ao fim de um mês de uso já me sinto uma profissional.

 

Em termos de depilação e duração, a eficiência e a eficácia são as mesmas. E não há qualquer uso de plástico envolvido.

Penso que, havendo dinheiro para fazer o investimento inicial, ele deve ser feito porque é uma das alterações que a longo prazo compensa financeiramente e em termos ambientais. 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D