Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

23
Mar20

A Máquina de Barbear dos Nossos Avós

Goulart Pinheiro

 

 

Verdade que hoje em dia lhe dão um nome bastante mais pomposo, "Safety Razor", mas a verdade é que estas lâminas de barbear não passam de repescagens do passado, de coisas que já eram utilizadas há muitos anos e durante muitos anos.

 

Eu decidi adquirir uma através da Pegada Verde: https://www.pegada-verde.pt/saude/acessorios-higiene/maquina-de-barbear-naked-necessities.html

 

Embora o investimento seja grande, aquilo que me fez querer adoptar este sistema foi o preço (muito baixo) das recargas. Cada conjunto traz 5 lâminas por 2€, o que significa que cada lâmina fica a 0,4€ - o que é muito mais barato do que as recargas que eu costumava utilizar (Venus) e fica mais barato que a larga maioria das giletes descartáveis, pelo menos se queremos que elas sejam boas e não nos arranquem bocados de pele. 

 

Para além disso, cada lâmina tem, na minha opinião, uma duração superior do que as recargas da Venus tinham. Mas isso também poderá ter a ver com o facto de que eu costumava deixar a Venus na banheira e com esta máquina de barbear tiro-a da banheira, seco-a e guardo-a.

 

Mas vamos ao que interessa: funciona?

 

Confesso que eu sou um pouco bruta e despachada, por isso, a camada de gel que a Venus oferece tinha uma segurança acrescida contra cortes, que esta não tem. No entanto, com dois dias de uso apercebi-me que tenho que fazer a depilação com mais calma e mais devagar e ao fim de um mês de uso já me sinto uma profissional.

 

Em termos de depilação e duração, a eficiência e a eficácia são as mesmas. E não há qualquer uso de plástico envolvido.

Penso que, havendo dinheiro para fazer o investimento inicial, ele deve ser feito porque é uma das alterações que a longo prazo compensa financeiramente e em termos ambientais. 

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D