Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

Minimalismo Num Pedestal

Não é preciso ter muito, desde que se tenha as coisas certas.

29
Dez16

A minha garrafa de água 2

Beatriz Goulart

Estou de volta, depois de um período atribulado na minha vida, e pronta para continuar a dar vida a este blog!

Há mais ou menos um ano escrevi um post sobre a minha garrafa de água que se podem recordar aqui.

A verdade foi que depois de todas aquelas tentativas de mudança de garrafa, eu passei quase todo o ano a utilizar a garrafa da SIGG na mesma. E gostava bastante dela. Levezinha para levar vazia, poder encher quando chegasse ao trabalho ou à faculdade e ir bebendo durante o dia.

Infelizmente a história não acaba bem. Há coisa de duas semanas fui a um jogo de futebol (não vou mencionar as equipas para não criar atritos) e esqueci-me que tinha a garrafa na mala. Resultado: confiscaram-ma porque não se pode levá-las para dentro do estádio e, por isso, fiquei sem ela.

Agora que o Natal passou decidi investir numa nova e acabei a comprar um termo no IKEA. A razão pela qual o fiz foi porque muitas vezes gosto de levar chás e acontece que com a outra garrafa, o chá acabava por ficar frio num instante e embora eu goste de chá frio, no Inverno não é tão agradável. Assim, acabei por escolher esta:

 

Hoje foi na verdade o primeiro dia que a utilizei e embora seja mais pesada do que a SIGG de transportar vazia, pelo menos mantém as bebidas quentes, o que é agradável no Inverno. Por outro lado, oferece a possibilidade de colocar folhas de chá ao invés de saquetas porque trás o seu próprio filtro.

 

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Sobre Isto

O minimalismo apresentou-se a mim não como uma moda a adoptar no momento, mas como um estilo de vida a adoptar sempre. Como Ecologista convicta, sou totalmente contra o estilo de vida de consumo desenfreado que vivemos nos dias de hoje em que interessa ter muito. Acredito que "o caminho se faz caminhando" e por isso não coloco quaisquer expectativas sobre o que o futuro trará, ao invés, acredito nas mudanças presentes e que devemos viver agora o que deve ser vivido agora. Ter muitas coisas ocupa muito espaço físico e mental, muita preocupação. Minimalizar tornou-se uma prática de relaxamento e em que ter pouco é ter muito mais.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D